A Famec


MISSÃO

Promover na Região Metropolitana de Salvador – RMS, ensino de graduação, pós-graduação e serviços educacionais correlatos, mediante um projeto político pedagógico que contemple o conhecimento interdisciplinar, a prática da pesquisa, as relações interpessoais, a ética, a integração entre a teoria e a pratica, o empreendedorismo, e uma visão integral do ser.

 

PRINCÍPIOS NORTEADORES

• Princípio Ontológico – dar, a todos que integram a comunidade acadêmica, a consciência de que é necessário e enriquecedor conviver com as diferenças a partir da compreensão de que cada ser humano é dotado de características que são inerentes a cada um e a todos os seres.
• Princípios Legais – respeitar a legislação que rege o funcionamento da sociedade e regulamentam a estrutura de ensino.
• Princípios Epistemológicos – lembrar a todos que o conhecimento é conseqüência do movimento que se produz na dinâmica das relações dos sujeitos envolvidos na trama do cotidiano social e educacional.
• Princípio Sociocultural – reafirmar que a diversidade sociocultural é um elemento enriquecedor da prática pedagógica, que possibilita as múltiplas relações entre os diferentes.
• Princípio Político-pedagógico – entender as relações homem-sociedade numa perspectiva cidadã e de democratização do ensino e do saber.

 

SOBRE O ALUNO

• Reconhecer o aluno como o principal objetivo de todas as ações da Instituição;
• Auxiliá-lo na concretização das suas legítimas aspirações;
• Conscientizá-lo da sua responsabilidade na construção do conhecimento e na busca transformadora para se tornar um ser integral.

 

SOBRE O CORPO DOCENTE

• Reconhecer o docente como o principal agente no processo de formação dos alunos, em função do seu comportamento ético, do seu compromisso com a sua função, da aplicação de suas competências e da sua capacidade em auxiliar o aluno a construir conhecimento;
• Auxiliá-lo no seu desejo de servir, de aprender e de desenvolver seus atributos, ampliando suas habilidades e competências;
• Apoiá-lo na sua disposição para agir e não para reagir;
• Criar condições para que o professor aperfeiçoe sua visão sistêmica do processo educativo, correlacionado com a interdisciplinaridade, com os demais processos institucionais e os órgãos de apoio.

 

SOBRE OS DEMAIS COLABORADORES

• Reconhecer que eles são a estrutura que sustenta a concretização das ações e a consecução dos objetivos institucionais, em função do seu caráter, da rapidez de resposta às demandas feitas e da eficácia no desempenho de suas funções;
• Conscientizá-los de que fazem parte do processo educativo e que as suas ações colaboram na formação do aluno.
• Auxiliá-los no processo de auto-aperfeiçoamento.

 

SOBRE A COMUNIDADE

• Interagir, permanentemente, com a comunidade para poder identificar suas necessidades e buscar formas de atendê-las;
• Desenvolver projetos de pesquisa e de extensão que permitam, respectivamente, a construção de conhecimento e as conseqüentes ações que promovam benefícios à comunidade.